A mulher de sagitário

Sociável, extrovertida, magnética, agradável, fina e delicada em seu trato, de sorriso contagiante, graciosa em seu andar, com o porte de uma rainha, agrada-lhe rodear-se de um bom ambiente, especialmente nos interiormente decorados de senhorio e elegância.

Acha-se nela os tipos vulgar e superior, e um desses dois poderá se colocar definitivamente; demasiado amante da liberdade e do afã de conhecer terras novas, achar-se-á um pouco frustrada quando recém-casada, por se ver presa como um pássaro engaiolado, com desejos de se remontar a alturas e a terras novas. Como os librianos, porém com um pouco mais de intensidade, vê-se rodeada (e necessitada) das alegrias "devoradoras", e de intensas responsabilidades.

Boa dona-de-casa e excelente mãe, pode chegar a renunciar a coisas muito importantes para ela, somente por eles. Júpiter lhe dá sentido de amor pelo misterioso, o longínquo, o inalcancavel, o filosófico, etc...

Filantrópicq para com o seu meio, gosta de ser generosa, ama a ação, o diferente, os esportes, os passeios e os encantos da Natureza, as montanhas, os vales, lagos, rios, mares, praias.

Embora sempre ocupado, dará a seu cônjuge agradáveis momentos de expansão.

A Sagitariana não beija apenas com a boca, mas com o corpo todo. Ele percorre o corpo da pessoa amada como se quisesse invadi-lo, conhecer todos os seus segredos, ultrapassar fronteiras. É um beijo quente e sensual, com um quê de selvagem, com cheiro de feno e sabor de aventura. 

O homem de sagitário

Quando pertence a Sagitário Superior, os aspectos negativos deste signo desaparecem. É sumamente respeitador e amante da Instituição Matrimonial, coisa contrária quando se é de Sagitário Inferior, cujas vulgaridades, contradições, tiranias, rusticidade, farão com que ele dissolva rapidamente sua união.

O tipo superior é sonhador, romântico, generoso e agradável, o outro, excessivamente mundano, glutão, bebedor, e também um jogador inveterado.

Embora o Centauro não esteja nunca escravizado pelo seu lugar, isso será pela sua propensão ao espírito independentista e inacessível; é exigente quanto à atenção que lhe dão nas reuniões sociais, sempre quererá ser o centro das atenções das mesmas, ou do contrário se sentirá frustrado; necessita sempre de um fiel e bom confidente a quem possa expor detalhadamente suas "penas". Sua esposa deve lhe dar uma grande dose de compreensão, carinho e tato; e ele por sua vez lhe dará com acréscimo tais cuidados.

Compelido pelo erotismo, chega até a ser infiel; sabe elogiar e lhe agrada receber amabilidades; tem um excessivo sentido de liberdade para se deixar incomodar pelos ciúmes, pois, sendo amante dessa liberdade, lutará a todo custo para que nada nem ninguém o incomode ou subjugue. A flecha do Centauro pode ir tão longe, que este pode ir parar em terras estrangeiras, onde não é raro conquistar seu companheiro de matrimônio. Enquanto seu casamento durar, irá mantê-lo firmemente, embora não seja raro que se dê facilmente ao divórcio.

Embora sempre ocupado, dará a seu cônjuge agradáveis momentos de expansão.

O sagitariano não beija apenas com a boca, mas com o corpo todo. Ele percorre o corpo da pessoa amada como se quisesse invadi-lo, conhecer todos os seus segredos, ultrapassar fronteiras. É um beijo quente e sensual, com um quê de selvagem, com cheiro de feno e sabor de aventura. 

Fonte : esoterikha